E o Oscar vai para...

The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore! (aplausos) Pois é, o concorrente La Luna, de Enrico Casarosa não levou a estatueta, por mais que os ilustradores do mundo todo tenham torcido por ele. Mesmo sem ter visto os filmes, as pessoas tem a tendência de torcer por quem elas conhecem, e eu pessoalmente gostaria muito de ter visto o Enrico subir as escadas e ser premiado pela Academia, da mesma forma que esperávamos ver premiada a trilha sonora de Rio, mas a gente já viu isto acontecer antes com Central do Brasil, enfim, vamos aos fatos, um filme sobre livros voadores ganhou o tão cobiçado Oscar. E como julgar se foi ou não uma boa escolha, sem ver o filme? Muito bem, seus problemas acabaram. Assista o filme e você saberá. Sem estragar a surpresa, dá para afirmar que é a produção dirigida por William Joyce e Brandon Oldenburg, da Moonbot Studios, foi merecedora do prêmio, tecnicamente muito bem executada, sobre um roteiro bem escrito, emocional, inteligente e surpreendente. Não há o que criticar, foi uma escolha justa, e vale reparar no nome do personagem principal, que é uma curiosa cacofonia, brincando com o velho conceito de "more is less, less is more".

Como a gente sabe que nossos leitores gostam tanto dos filmes como os seus bastidores, segue o link para o making of desta produção, mostrando o desenvolvimento dos concepts, cenários, props e personagens do filme.

O filme vencedor também tem uma surpresa para os usuários de iPad, que é uma versão interativa do filme, algo entre um jogo e um livro, sem ser exatamente um ou outro. Assista ao filme promocional e você certamente vai querer baixar o aplicativo, mesmo custando 5 doletas. Se você tem criança em casa, ou mesmo que não tenha, convenhamos, é um dinheiro bem gasto.

É uma pena que o filme La Luna não esteja disponível na íntegra, para podermos comparar e ter uma opinião a respeito, por enquanto os estúdios Disney/Pixar só liberaram um teaser do filme, que você pode conferir abaixo.

Na falta do filme, fique com a entrevista com o artista Enrico Casarosa, contando um pouco de sua carreira e da produção de La Luna.

No ano passado o vencedor da categoria Curtas de Animação foi "The Lost Thing" dirigido por Shaun Tan e Andrew Ruhemann, outra preciosidade que merece ser assistida.




Buscar: