Mercedes Benz, reinventando a criatividade

“Eu sou o lado esquerdo do cérebro. Sou um cientista. Um matemático. Eu amo o que é familiar. Eu categorizo. Eu sou preciso, linear, analítico, prático e estratégico. Estou sempre no controle. Um mestre das palavras e da linguagem. Realista. Eu calculo equações e brinco com números. Eu sou ordem e lógica. Eu sei exatamente quem sou." "Eu sou o lado direito do cérebro. Sou criatividade. Um espírito livre. Eu sou paixão, ansiedade, sensualidade. Eu sou o som de gargalhadas estrondosas. Sou o gosto. A sensação de areia sob os pés descalços. Sou movimento. Cores vívidas. Eu sou o ímpeto de pintar numa tela em branco. Sou a imaginação sem limites. Arte. Poesia. Eu sinto. Eu sou tudo o que eu queria ser." (via Sandra Ronca)




Buscar: