GMC Dubai

Leo Burnett Dubai

General Motors

Ampliar
Ampliar
Ampliar
Ampliar
Ampliar
Ampliar
A Leo Burnett lá de Dubai nos chamou para ilustrar os carrões da GMC. Confira aqui um pouco do processo de criação dessas artes!

Job








Créditos

Agência

Leo Burnett Dubai

Cliente

General Motors

Diretor de Arte

André Nassar e Rafael Augusto.

Diretor de Criação

André Nassar

Art Buyer

Rena D'Souza e Sylvia Trinidade

Job

GMC Dubai

Detalhes do Processo

Foram 3 imagens para esta campanha que fizemos juntamente com nossos parceiros de longa data, André Nassar e Rafael Augusto.

Começando pelos Layouts que recebemos, percebemos que já havia uma linha bem definida a ser seguida que havia sido aprovada em algumas instâncias por parte de cliente e agência e que deveríamos dar a devida continuidade.  

A arte do Yukon se ambienta em um galpão escuro. Para este tipo de arte onde somos responsáveis por parte do desenvolvimento do cenário, procuramos antes desenvolver diversos estudos volumétricos simples onde sentimos o clima da arte e como o entorno conversa com as linhas básicas, volume e cor do carro. Alguns destes estudos podem ser vistos nas imagens ao lado. O estudo 4 foi o selecionado pela criação da agência, e assim seguimos o desenvolvimento da arte refinando a modelagem do galpão, adicionando detalhes e texturas para enriquecer e dar realismo a composição.

A imagem seguinte mostra um pouco dos carrinhos de brinquedo que fizemos para contracenar com o Yukon. Estes representam os carros da concorrência, e foram desenvolvidos para parecer brinquedos barados, de plástico e sem acabamento.

Em oposição a arte de Yukon, a Acadia foi ambientada em um cenário externo e na cor branca, em frente a um skyline de prédios grandes e modernos, ao estilo dos panoramas conhecidos da cidade de Doha.

Podemos ver nas imagens em branco e preto alguns estudos que fizemos para a volumetria dos prédios. Assim como o galpão do Yukon, a linha que os predios fazem no skyline é muito importante para destacar o carro em primeiro plano e enaltecer suas formas ao invés de "brigar" com elas. Repare que também definimos a composição dos prédios com blocos simples antes de posicionar os modelos mais detalhados.

Nestes mesmos estudos também exploramos ângulos para o carro, e acabamos ficando com uma lente menos angulada, que mostra de forma mais clara as linhas do produto.

Logo depois, podemos ver os testes de render já com material, texturas e a iluminação que seria usada na finalização de piso e de prédios.

Podemos ver então alguns closes dos prédios com muitos detalhes. Mesmo sendo vistos a distância, é necessário um cuidado enorme com o detalhamento para garantir o realismo na arte final.

O Carro Acadia em 3D, exigiu um pouco mais estudos para definirmos a luz e reflexos ideais. Vemos isso nos quadros "testes de render'.

Por fim, temos uma composição do Acadia junto ao seu piso de paralelepípedos renderizados separadamaente  e unidos na pós-produção. 

 Em Escalade, tivemos de usar o carro já fotografado e aplica-lo em um cenário 3D. Então começamos com uma base bem simples do carro, marcando pose em algumas opções em estudo de cenários.  Repare que sempre sugerimos novas composições e idéias para tentar ajudar a equipe de arte a enxergar algo novo, diferente, ou até mesmo certificá-los do caminho já escolhido.

 Seguimos então como o mesmo processo dos prédios já descrito aqui e em trabalhos anteriores, focando a maior parte do trabalho na pós-produção e no equilíbrio das informações da imagem.  

---------------------------------------------------

 

Se gostou de mais este trabalho, curta, comente divulgue. A Informação é e deve ser de todos.  Obrigado!